Frases

"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens".
Fernando Pessoa

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Uma parada diferente


Visual a partir do campinho de futebol, by Pablo Corti.


Seo Arante torce para a maré subir, by Pablo Corti.
SEM IGUAL a “parada” da baleia franca que vi no 7 de setembro na praia do Pântano do Sul. O filhote, com pouco mais de seis metros, foi avistado por um pescador por volta das 7horas, preso em um banco de areia distante 50 metros da praia. Ali, bem perto da “chata”, como dizem os moradores sobre a embarcação afundada logo após o Pedacinho do Céu - restaurante da Zenaide.
Praia do Pântano do Sul, by Pablo Corti
Às 14 horas, quando lá cheguei, o movimento era de mais de 300 pessoas, que enfrentaram o frio e a chuva para torcer pela liberdade do filhote. Ele se debatia e tentava sair. Os biólogos do Projeto Baleia Franca fizeram duas tentativas de reboque do mamífero com uso de cordas e barcos, sem sucesso.
 “Seo” Arante, faceiro com o movimento na praia e no bar, confidenciou que viu muita baleia encalhada neste banco de areia. E deu um palpite: “Quando subir a maré o filhote sai sozinho”.
Pescadores contaram que na segunda-feira um grupo de cinco baleias estava bem próximo à praia. Nesta época do ano é comum a presença de baleias francas no litoral de Santa Catarina, pois a espécie parte da Antártica para ter filhotes em águas mais quentes.
Caso o palpite de “seo” Arante seja infeliz, a operação volta a ocorrer na manhã desta quinta-feira, dia 8 de setembro.

2 comentários:

Lets de Assis disse...

que assim seja, Seo Arante!

Mário Medaglia disse...

E a nossa mídia, bunda na cadeira das redações, não produziu uma imagem decente nem estava lá quando a baleia ganhou a liberdade.